Agora, as inscrições são presenciais ou por email

Publicado por Lígia Souza em 05 de Julho de 2017, 10:21
Última atualização em 10 de Julho de 2017, 19:43

As inscrições podem ser feitas aqui no site. Foto: Íris Zanetti

O Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana – Fórum das Artes tem início neste sábado (8). Serão duas semanas — incluindo três fins de semana — em que as duas cidades da região dos Inconfidentes, além de João Monlevade, na região central no Estado, receberão diversos espetáculos, exposições e oficinas. Neste ano, serão 71 oficinas distribuídas entre as três cidades.

As inscrições podem ser feitas na entrada principal do Centro de Artes e Convenções da UFOP, em Ouro Preto, de 9h às 19h. Quem não conseguir garantir a vaga pessoalmente, pode fazer uma reserva pela Internet. Para isso, envie uma mensagem com o assunto "Inscrição para oficina" para o endereço oficinasfestivaldeinverno@gmail.com. Inclua na mensagem: nome completo, número de telefone e seu endereço de e-mail. Confira a lista de oficinas.

Segundo Soraya Santoro, coordenadora de Oficinas, as ações “foram selecionadas pelas curadorias, através de edital e convites, com a preocupação de atender as comunidades, valorizando a cultura local”. No ano em que o evento completa 50 anos, essa valorização do local é uma constante da programação. Nessa linha, é homenageado um ícone da cultura local, o Zé Pereira do Club dos Lacaios, que faz 150 anos em 2017.

O próprio Zé Pereira e elementos comuns dos seus cortejos serão temas de oficinas, como os clarins, a percussão e as lanternas. As três serão gratuitas. Arte Educadores e professores de escolas municipais de Ouro Preto poderão também aprender a confeccionar miniaturas dos bonecos do Zé Pereira e da Baiana em outra oficina.

Outras oficinas trazem ao público uma oportunidade de terem um olhar diferente sobre a arte. O Grupo Galpão, que apresenta em Ouro Preto o espetáculo “Nós”, traz a oficina “Encontro com o Grupo Galpão”, com inscrições a R$ 20. Já no “Bate Papo com o Grupo Galpão”, com entrada gratuita, artistas, grupos e interessados em artes cênicas poderão desenvolver seus saberes artísticos através das atividades oferecidas, além de conhecer um pouco da história e da trajetória do Grupo Galpão.

INSCRIÇÕES – Das 71 oficinas, mais da metade — 39 delas — serão gratuitas. Para as demais, será cobrado um valor para custo, que varia entre R$ 15,00 e R$ 20,00. Apenas uma delas tem um valor mais alto, de R$ 40,00.

FORMAÇÃO – Em Ouro Preto, o Festival vai dar visibilidade a um projeto que tem ações com objetivos a longo prazo, ao mesmo tempo em que expande suas atividades. A iniciativa é o “Valorização e Capacitação Técnica de Jovens e Mulheres para o Turismo”, desenvolvido na Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Habitação e Cidadania de Ouro Preto. O projeto, que tem como objetivo inserir, na atividade turística e cultural, jovens e mulheres em situação de vulnerabilidade social, capacitando-as para geração de renda, leva três oficinas para o Festival. 

As oficinas levadas pelo projeto para o Festival serão “Confecção de Cruzes e Bases para Mandalas com Rolos de Papel”; “Confecção de Suporte para Carregar Celular feito com reaproveitamento de Lona de Banner” e “Técnicas Variadas de Decoração em Unhas”. Todas têm como valor de inscrição R$ 15.

O Festival traz também uma boa oportunidade para empreendedores: três oficinas oferecidas pelo Sebrae são voltados para o tema: “Como Empreender na Economia Criativa”, “Ferramentas para Negócios Criativos" e “Nosso Negócio é Música”. Cada uma com inscrições a R$ 20.

MARIANA E JOÃO MONLEVADE – As outras cidades que recebem ações do Festival neste ano também terão oficinas. Em Mariana, destaca-se uma atividade gratuita voltada para jovens e adultos atingidos por barragens. Na oficina “Memórias, Ausências e História: Atingidos e Resiliência em Mariana - Vida Secreta dos Objetos e das Paisagens”, o objetivo é fornecer instrução básica em captura e edição audiovisual a partir da história oral dos atingidos por barragem e das narrativas que reconstitua suas memórias por meio de desenhos, fotos e objetos. Ao final do trabalho, haverá uma exposição somada a exibição de vídeos produzidos durante a oficina.

Já João Monlevade, entre outras oficinas, terá uma ministrada por um aluno da UFOP. Wuldson Fernandes vai levar para jovens a partir de 15 anos a oficina gratuita de Street Dance. Outra oficina, a de “Kit Escritório Sustentável”, vai ser realizada no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) da cidade.

Mais Notícias
Cortejo do Zé Pereira marca encerramento do Festival de Inverno

Ao som de clarins, bumbos e tarois, o cortejo da agremiação mais antiga em atividade no Brasil encerrou o Festival de...Ler mais

Pilares do Festival de Inverno são debatidos em seminário cultural

Repensar a música, a arte e a cultura de maneira abrangente. Foi com essa premissa que aconteceu, na última semana do...Ler mais

Música Popular Brasileira é destaque em show na Praça da UFOP

Com um repertório que incluiu canções autorais e trabalhos de artistas reconhecidos nacionalmente, a banda ouro-preta...Ler mais