Espetáculo de dança provoca reflexão em espectadores no Centro de Convenções
Publicado por Karine Bibiano
11 de Julho de 2018, 12:03
2018 jul 10 undercurrent teato op ramonvinny 10
Foto: Ramon Vinny

“Undercurrent - do nervo à unha” usou da dança para provocar seus espectadores na noite da última segunda-feira (09). O espetáculo é uma montagem de dança-teatro, com influências técnicas e poéticas de dança contemporânea, contato improvisação e Butô. Foi criado a partir de uma pesquisa realizada pelo grupo Anticorpos - investigações em dança, formado por seis alunos do curso de graduação e do Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), com coordenação do professor Éden Peretta, que também é diretor da peça. 

Dança-teatro é uma modalidade que vai além de apenas uma junção entre os dois elementos, pois faz parte de um movimento crítico da sociedade que busca ampliar debates em torno de alguns aspectos da vida que são normalizados, desconstruindo também as intolerâncias, racismos e fobias de gênero. Com isso, a intenção é provocar a reflexão sobre a vida e o jeito de viver dos seres humanos.

Janina Budi, dançarina nascida na Alemanha e residente em Brasília há 10 anos, não sabia o que esperar da apresentação, mas para ela o espetáculo “teve umas ideias bem originais, o jogo da luz muito bem feito, trabalhando o tempo inteiro com o corpo em várias facetas sem expô-lo muito. Achei o trabalho bem original. Às vezes um pouco estático, quando a gente imagina dança, imaginamos um pouco mais de movimento, mas isso depende da interpretação e do estilo”.

O desejo e as pulsões que movem nossos corpos vêm antes das diferenciações de raça, sexo e gênero, mesmo que acabem sendo moldadas por esses fatores. O espetáculo busca deixar essas questões ainda mais evidentes.

Festival inverno ouro preto mariana tropicalia 2018 footer apoio